Mensagens

Mensagem em texto

A MARAVILHOSA GRAÇA DE DEUS

Tema: Devocionais
Marcelo Rodrigues
Igreja Evangélica Viver em Cristo 813 visitas 240 mensagens 11 votos

O apóstolo João nos diz que a graça de Deus veio por intermédio do Senhor Jesus Cristo (Jo 1:17). A palavra "graça" na Bíblia tem vários significados. Em relação à salvação significa “livre-favor divino” ou “favor imerecido”. É o favor e a benevolência concedidos da parte de Deus a nós sem que os mereçamos.

A graça de Deus opera por causa do seu amor, sempre com o tempero da sua misericórdia. Se a graça de Deus significa sermos abençoados com bençãos que não somos dignos de receber, a misericórida de Deus significa não sermos punidos com o castigo que merecíamos. A essência da graça de Deus, é que Deus é por nós, embora o homem seja contra Deus. Esta é a prova do amor de Deus por nós.

Por esta razão Paulo afirmou que "Deus nos mostrou o quanto nos ama: Cristo morreu por nós quando ainda vivíamos no pecado" (Rm 5:8), e, magistralmente disse aos cristãos de Corinto: "vocês já conhecem o grande amor do nosso Senhor Jesus Cristo: ele era rico, mas, por amor a vocês, ele se tornou pobre a fim de que vocês se tornassem ricos por meio da pobreza dele" (II Co 8:9).

A graça de Deus opera em nós muitas coisas, dentre elas estas três muito importantes:

Proporciona a salvação eterna. Deus nos redime de modo totalmente independente de nossos méritos pessoais, pois a salvação vem pela fé, e não por obras: "Pois pela graça de Deus vocês são salvos por meio da fé. Isso não vem de vocês, mas é um presente dado por Deus. A salvação não é o resultado dos esforços de vocês; portanto, ninguém pode se orgulhar de tê-la" (Ef 2:8, 9). Desse modo, podemos restaurar o nosso relacionamento com Deus. 

Torna possível a nossa comunhão com Deus. A salvação é um ato sobrenatural produzido pelo Espírito Santo que vem habitar em nós e ter comunhão conosco. Somente a graça de Deus pode proporcionar ao homem um novo nascimento e assim torná-lo uma nova pessoa. Foi sobre isto que Jesus falou a Nicodemos, mestre da religião judaica: "Quem nasce de pais humanos é um ser de natureza humana; quem nasce do Espírito é um ser de natureza espiritual. Por isso não fique admirado porque eu disse que todos vocês precisam nascer de novo" (Jo 3:6, 7).

Nos assegura de que nada poderá nos separar do amor de Deus. Paulo, aos cristãos de Roma, faz uma pergunta, oferecendo em seguida a única resposta que pode ser dada: "Então quem pode nos separar do amor de Cristo? Serão os sofrimentos, as dificuldades, a perseguição, a fome, a pobreza, o perigo ou a morte? Como dizem as Escrituras Sagradas: Por causa de ti estamos em perigo de morte o dia inteiro; somos tratados como ovelhas que vão para o matadouro. Em todas essas situações temos a vitória completa por meio daquele que nos amou. Pois eu tenho a certeza de que nada pode nos separar do amor de Deus: nem a morte, nem a vida; nem os anjos, nem outras autoridades ou poderes celestiais; nem o presente, nem o futuro; nem o mundo lá de cima, nem o mundo lá de baixo. Em todo o Universo não há nada que possa nos separar do amor de Deus, que é nosso por meio de Cristo Jesus, o nosso Senhor" (Rm 8:35-39).

Todavia, infelizmente, alguns têm desprezado a graça de Deus, abusando dela vivendo deliberadamente na prática do pecado conforme escreveu Judas, irmão de Jesus, afirmando que "alguns homens que não temem a Deus... torcem a mensagem a respeito da graça do nosso Deus a fim de arranjar uma desculpa para a sua vida imoral" (Jd 4).

A graça de Deus não elimina a obediência aos mandamentos de Jesus, mas antes, torna essa obediência ainda mais obrigatória. A graça divina nos alcançou para andarmos em novidade de vida. Paulo trata dessa questão: "Será que devemos continuar vivendo no pecado para que a graça de Deus aumente ainda mais? É claro que não! Nós já morremos para o pecado; então como podemos continuar vivendo nele?" (Rm 6: 1,2).

Devemos estar certos que a graça de Deus não elimina a lei espiritual da “colheita segundo a semeadura”, antes, reforça a nossa responsabilidade, em vez de eliminá-la, pois "... ninguém zomba de Deus. O que uma pessoa plantar, é isso mesmo que colherá" (Gl 6:7).

Por fim, nos lembramos de Paulo, quando em meio à uma grande adversidade recebeu de Jesus a seguinte palavra: “A minha graça é tudo o que você precisa, pois o meu poder é mais forte quando você está fraco”, ao que o apóstolo sabiamente concluiu: "Portanto, eu me sinto muito feliz em me gabar das minhas fraquezas, para que assim a proteção do poder de Cristo esteja comigo. Eu me alegro também com as fraquezas, os insultos, os sofrimentos, as perseguições e as dificuldades pelos quais passo por causa de Cristo. Porque, quando perco toda a minha força, então tenho a força de Cristo em mim" (II Co 12:9, 10).

Estas palavras demonstram a importância da graça de Deus em nossa vida, pois ela é maior que as nossas dificuldades. Ela nos sustenta e nos faz provar o poder e o amor de Deus, o nosso Pai.

A Deus seja a glória!
____________________________________________
Esta mensagem foi também publicada no blog do Pr. Marcelo Rodrigues: prmarcelorodrigues.blogspot.com

Compartilhar

Avaliação: 4.2/10 (11 votos)

Desenvolvido por